O PRIMEIRO MILHÃO DE UM HOMEM

images

O PRIMEIRO MILHÃO DE UM HOMEM

Marcelino Rodriguez

Naquele tempo que ganhei meu primeiro milhão, tudo era melhor, mais bonito, mais fácil. Eu vivia mais no céu do que na terra. Trocava segredos com anjos insuspeitos.

Assombrosamente bonito, poderia faturar milhões em comerciais de margarina e família feliz. Um pequeno Ás.

Ainda tinha a idade em que minha mãe me levava pela mão, de calças curtas; ia com ela pela cidade do Rio de Janeiro. Tudo era mágico. Um cheiro de fumaça aromática subia pela calçada, perto da loja de sapatos que saímos. Seria sexta-feira? Seria perto do Natal? Meu Deus, os anos oitenta ainda nem tinham chegado. Mammas e Papas faziam sucesso. Uma negra gritava, abanando o carvão.

— Milho verde. Olha o milhão.

Minha mãe teve uma inspiração divina naquele momento.

— Quer um milhão, filho?

— Quero.

Enrolado em sua própria casca, eu ia feliz com meu primeiro milhão. Eu ainda não tinha nove anos de idade. Já era uma estrela. Nasci predestinado aos grandes momentos.

05.01.2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s