Opinião de Leitores

Bom dia, Marcelino. Saboreei seu livro, num taco só. Não entendi ainda, a razão pela qual estive relutante ou resistente ao fazê-lo. Todos temos nossas buscas, caminhos, atalhos, trilhas e Descaminhos. Gosto de citar músicas, “cada um de nós, compõe a sua história… e em cada seduzir, carrega o dom de ser capaz, de ser feliz” Parece-me que Tocando em Frente, traduz em melodia, esse caminhar em “O Tigre de Deus em Seu Jardim” Peço sua permissão, claro. Todos temos avessos e direitos; Isso talvez simbolize o fato da busca por advogados ou psicólogos..rsrs Ou dos Portais Iniciáticos. O despertar do Tigre como processo arquetípico, simboliza foco, paciência e preparo para o enfrentamento de desafios. Alguns desses desafios, são provocados pelo nosso lado Sombra, Mas que sempre nos remetem à Luz. A Vida é sábia Cada um de nós escolhe ou é escolhido, pelo Caminho. Que nem sempre é o meu ou o seu Caminho! Entre amores, desamores e buscas Encontramos Deus Dentro de cada um de nós. Confesso que quando li as primeiras páginas do seu livro À priori pensei estar diante de um romance, simplesmente. Adorei ser surpreendida pelas suas buscas, Que são minhas também Assim como de todos nós. Admiro as pessoas simples, “ignorantes”, por não serem letradas E que não foram contaminadas pelos saberes acadêmicos, formais Mas que trazem dentro de si, uma Sabedoria, Inata, untuitiva. Pois, nem sempre, a leitura é O lado perverso disso, é que muitas dessas pessoas são vulneráveis Às manipulações perversas, pois “Conhecimento é Poder” (principalmente para os manipuladores de opinião), politiqueiros ou não Agradeço por ter me apresentado uma face do seu mundo Que já não é mais, Somente seu Paz Profunda!

Francisca Sauerbronn , Curitiba – PR.  JUNHO, 2015.

Uma viagem espiritual onde percebemos que todas as pessoas que entram nas nossas vidas, o fazem por alguma razão. Uma história de amor e de dor que nos faz acreditar que nada acontece por acaso. Num mundo tão grande só conhecemos determinadas pessoas, aquelas que, “para o bem ou para o mal”, nos têm algo para ensinar ou nós a elas. Por algum motivo, e durante um período da nossa vida, temos de fazer o caminho juntos. Uma história que nos faz crer no provérbio budista: “Quando o aluno está pronto o mestre aparece”. E é aí que o nosso mundo começa a fazer sentido.
Obrigada de coração,
Maria Luís _ Porto – Portugal

Olá Marcelino,

Incrível! A forma como descreve sua tia galega me faz entender melhor meu pai galego a quem amo muito, mas que muitas vezes me faz chorar com seu temperamento austéro que, em seguida, transforma-se na mais terna demonstração de amor. Eu, já “mestiça”, neta de alemães por parte de mãe e com uma grande influência da cultura brasileira, apesar dos meus quarenta e sete anos, ainda me surpreendo com este jeito galego de ser…
Abraços

Antonia Silvia Salgardoy
Sobre a Crônica Almoço Galego.

Olá, meu doce amigo!
Adorei o pouco que li dos seus textos, não por má vontade mas pelo tempo que me limita. Porém, “Canção para Adormecer” parecia não ter sido escrita por suas mãos, mas pelas minhas. Como diria o Milton: “Certas canções que ouço Cabem tão dentro de mim, Que perguntar carece: Como não fui eu quem fiz?!” Talvez minha melancolia um dia me permita acreditar em uma nova paixão,  um novo amor… por hora me sinto uma rosa murcha, que ainda não perdeu o aroma, mas que segue esquecida dentro de algum livro, marcando a mesma página. Prometo olhar com mais calma e comentar outros textos. Hoje minha cabeça está a mil, e tenho alguns compromissos chatíssimos.
Um beijo grande!

Olá amigo, não me conheces mas tua Carta chegou a minha página e me encantou…em mim também mora um amor assim… onde a distancia me faz sofrer muito… saber que existe alguem com o mesmo drama interior me deixa irmanada contigo… nunca tenha vergonha de cantar teu amor… tua verdade…seja sempre fiel a si mesmo… amo a poesia, ela nos conforta, é nossa linguagem, nosso rumo, nosso grito mudo, muitas vezes! Estás de parabens, escreves muito bem, com muita sensibilidade… continue assim,espero que toda a sua sensibilidade seja retribuida a altura.Beijos em teu coração, Zu.
Ps. posso ser tua amiga? Seria uma honra… Zu.

Oi Marcelino, tenho recebido suas mensagens de amor à Mel, e confesso, estou adorando seus escritos….. gostaria de tê-lo em minha página, para desfrutar mais da sua companhia… Voce aceita?

Oi Amigo, gostou da intimidade? Amigo, já li o seu livro, então já posso te chamar de amigo, mesmo que tenha sido apenas uma primeira leitura, já me impressionou sua sensibilidade… A minha primeira impressão é a de que guardas uma imensa ternura em seu coração, e de novo me recordadas o “Marcelino pão e vinho”. Esqueci de te dizer, mas quando comecei a ler as suas mensagens, o que mais me chamou a atenção foi o seu nome, e de logo, lembrei-me do “marcelino-Pão e vinho” ( o menino sensível e rodeado de anjos) Vou reler várias vezes o seu livro e sei que aprenderei muito sobre a alma humana.
Abraços da Bahia

Aulenar.

Obrigada pelos textos maravilhosos que recebo todos os dias… amo-os, já até criei uma pasta no e-mail para guardá-los e nunca os apago.

Vc poderia me mandar novamente o numero da sua conta… ainda não tenho o seu livro, e acho q perdi o número… Muitas vezes, o qeu vc escreve vem de encontro ao q eu sinto, ou estou sentindo no momento… Desculpe-me, não tenho tido tempo…

Um grande abraço!

Eu acho que o problema é uma certa diferença de personalidade… não digo nem pelo mapa, pq o mapa mostra, também, muitas semelhanças. O mais importante numa relação são aliás duas coisas…os mesmos valores amorosos e o mesmo jeito de conduzir um relacionamento. Se não dá, não dá. Vc não a respeitava como ela era, e não sei se ela respeitava você como você era. Talvez vc seja mais feliz com outra pessoa, só isso. Ainda assim, respeito seu sofrimento. Mesmo, respeito muito as pessoas que sofrem por amor, que valorizam cada coisa que vivem, cada pessoa que passa pelas suas vidas

AMIGO MARCELINO: Vc é um grande escritor. Tem autenticidade. Tem coragem. É lutador. Tem verdade Inventa paisagem Escreve com raiva e amor. Abrs Jocimar”Pássaros são manhãs que voam –

Hola Marcelino, Buenos dias que bien que estes en el grupo seras un gran aporte. Es muy bello el poema que enviaste. 

Un saludo desde Chile, con afecto, Maria Isabel (Moni)

É um fragmento muito bonito, o que faz-me perceber que o livro também o é! Gosto, já lhe disse, da sua forma de escrever… Leva o leitor a  imaginar (e pq não viver?) a cena. Vc é mesmo um maestro de quem as palavras se alegram em serem escravas. Literatura de primeira qualidade! E olha que disso eu entendo, embora não seja crítica literária, mas sei apreciar o belo.

Obrigada por me confiar uma amostra de seu tesouro. Adorei!

Sabe o que me espantou? É como um artesão das letras e das ideias, vc não tenha uma Comunidade aqui no Orkut! E pareceu-me que vc tem muitos amigos conhecidos reais e virtuais… Pq vc não cria uma comunidade sua, destinada a apresentar trechos dos seus livros? Acho que vale a pena; eu, com certeza, a recomendaria aos meus amigos!

Margarete

Esse time do America está inspirando como nunca os americanos rubros. Roberto, José Cláudio, Silvio Kohler e agora o Marcelino sendo forçados a competir com o eterno Lamartine Babo, a quem o Mecão tanto serviu de inspiração. Parabéns Marcelino. Mais uma obra prima dessa cabeça privilegiada. Como arquibrasa ferrenho, lhe agradeço.

Feliciano Costa

Prezado americano e amigo Marcelino, 

Gostaria de parabenizá-lo pelo belo livro de crônicas recebido. Tudo aquilo que é feito com paixão, nos dá uma imensa satisfação quando da realização e maior ainda, na conclusão. Nota-se isso no seu livro “Bom Dia Espanha”. Portanto, tenho ainda uma sugestão pra você: caso encontre tempo e esteja disposto, escreva um livro sobre a nossa gloriosa trajetória ao longo de mais de um século…Eu, como torcedor e pesquisador do América, tenho dados estatísticos, registros históricos dos jogos do Mecão, dados sobre campanhas, etc., que dificilmente a mídia publica e que posso enviar pra você a título de colaboração, se solicitado. Essa pesquisa foi feita consultando arquivos de jornais, revistas e livros antigos sobre o futebol carioca e também pessoalmente, no nosso Deptº Histórico, na sede da Campos Sales. Alguns dados estão incompletos e você pode complementá-los. Como amostra, aí seguem em anexo, os dados sobre o nosso título de Campeão dos Campeões Invicto em 1982.
Saudações Rubras!!!

Luiz Eduardo Gurgel

Boa Idéia Marcelino,
Tenho nos meus arquivos boa parte da gloriosa história do nosso Mecão, com estatísticas, confrontos, jogos, competições, títulos, curiosidades, etc. Acho que vc poderia começar com aquela sua belíssima “Crônica de um Torcedor Americano”. Me informe o que te interessa pra publicar no teu livro, que enviarei por e-mail.
Grande abraço.

Ocimar: AMIGO MARCELINO: acabo de ler o seu ótimo livro BOM DIA, ESPANHA!= TOCANTE. Gostei e passei a ser seu fã. Não posso deixar de grifar que ao chegar ao texto do Taiguara me emocionei ainda mais, eu que já vinha com os olhos enuviados dos textos anteriores.
Todos somos Taiguara, embora poucos os saibam (por enquanto), mas Taiguara é Marcelino e Marcelino é Taigura. Eu sou tb um pouco de vcs e vcs um pouco de mim.
Parabéns!
Você tem um estilo intrigante; profundamente simples, simplesmente profundo. Enxuto. Diz com palavras precisas o que quer dizer (e o mais importante: precisa ser dito). Aguarde uma surpresa em seu endereço.
Obrigado pela dedicatória.
Forte abraço, escritor de muito talento e alma por desvendar…

Estimado marcelino:
Es muy cadenciosa tu poesía, se mueve con un ritmo de un peregrino que anda en busca ya no de dejar las maletas, sino de soltar las riquezas de tu inspiración.Te felicito amigo, tienes un muy hermoso talento, arrullas con tus versos… Un abrazo,
Juacky México/Canada

elisabete deixou um novo comentário sobre a sua postagem “A Falta – Por Marcelino Rodriguez“:

Acredito que todo ser humano, um dia se sentiu assim. Muitas vezes estamos cercados de inúmeras pessoas e nos sentindo só. A maioria das pessoas que conheço e que vivem sozinhos, acabam se acostumando. Muitos preferem viver assim até o final de suas vidas. Eu, sinceramente, fiz a opção de estar só, porque a vida separou de mim, a pessoa que eu havia procurado e sonhado em todo o percurso da procura da companhia ideal. E se separou, então não era real.
Acredito também, que todos que lerem esse texto maravilhoso e profundo do escritor Marcelino, acaba de certa forma se identificando.
Parabéns escritor Marcelino. Você expressa com tanta simplicidade um assunto tão complicado. rs

4 comentários em “Opinião de Leitores

  1. MEU AMIGO MARCELINO, ADOREI LER ” BOM DIA, ESPANHA! ” , A PARTE QUE ME EMOCIONOU MUITO FOI LOGO NO INÍCIO: MEMÓRIA PÁGINA 11. PERDI MEU PAI MUITO CEDO E TAMBÉM TENHO MUITAS LEMBRANÇAS DE MOMENTOS QUE PASSEI COM ELE. TE DESEJO TUDO DE BOM, ESTOU AGUARDANDO A PRÓXIMA PUBLICAÇÃO. BEIJOS. MÁRCIA.

    POST SOBRE O TEXTO “A HOSPITALIDADE DE DORINHA”

    Texto lindo, enquanto houver cachorros eu também terei esperança. Sempre terá um alguém para quem temos valor, sei que são poucos, mas é o suficiente. O que vale é qualidade, não quantidade. Vamos vibrar amor , alegria, gratidão que retorna sim, nem sempre pelo mesmo ser, como no caso da Dorinha.
    Os animais, em geral, nos ensinam muito, fidelidade, amor incondicional, companheirismo, gratidão, muitas pessoas é que passam uma vida e não aprendem.
    Como diz Beto Guedes:
    “A lição sabemos de côr, só nos resta aprender”
    Abraço!

    Lia Medeiros

    Curtir

  2. OPINIÃO SOBRE O TIGRE DE DEUS EM SEU JARDIM

    Uma viagem espiritual onde percebemos que todas as pessoas que entram nas nossas vidas, o fazem por alguma razão. Uma história de amor e de dor que nos faz acreditar que nada acontece por acaso. Num mundo tão grande só conhecemos determinadas pessoas, aquelas que, “para o bem ou para o mal”, nos têm algo para ensinar ou nós a elas. Por algum motivo, e durante um período da nossa vida, temos de fazer o caminho juntos. Uma história que nos faz crer no provérbio budista: “Quando o aluno está pronto o mestre aparece”. E é aí que o nosso mundo começa a fazer sentido.

    Obrigada de coração,
    Maria Luís _ Porto – Portugal

    OPINIÃO SOBRE “O BRASILEIRO E O LIVRO”

    OPINIÃO SOBRE “O BRASILEIRO E O LIVRO”

    “Adorei o texto procura uma pessoa, pois acredito que se todas as pessoas da sociedade trocassem gentilezas com o mais profundo amor pelo próximo, realmente sem pensar em recompensas o mundo se transformaria como de súbito, pois vejo que o maior problema do homem é o próprio homem, as dificuldades por eles criadas, não nos faltam recursos e sim gentileza, e se mais pessoas pensarem assim , estaremos no caminho da mudança”

    Thiago G – Espírito Santo.

    Curtir

  3. Pelo que entendi,amigo escritor, seu último livro fala de momentos marcados pela vida, ou seja, nada acontece por acaso , eu acredito muito nisso, mas muitas vezes deixamos passar por não observarmos ao nosso redor os sinais….observar é o principal.

    Curtir

  4. Jani Santana deixou um novo comentário sobre a sua postagem “Bar Joana Darc, Ipanema, e o Jardim da Infância -…”:

    Maravilha de texto!!
    Caramba, tocou fundo! Cuidar do jardim de infância, realmente é o X da questão. Mesmo que não tenhamos educação como deveríamos ter, também cabe aos pais oferecer educaçao e cultura a seus filhos, cuidar do jardim da infância dessa nova geração, plantar essa semente,dar o exemplo. Como podem querer que seus filhos apreciem leitura se não leem, entre outras atividades. Cultura existe e não está em dífícil acesso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s