A MULHER DE PILATOS

A MULHER DE PILATOS
Marcelino Rodriguez
E, estando ele assentado no tribunal, sua mulher mandou-lhe dizer: Não entres na questão desse justo, porque num sonho muito sofri por causa dele.
A Bíblia é um livro cheio de segredos perturbadores. A mulher de Pôncio Pilatos foi avisada em sonhos que muito sofreria por causa de Jesus, o justo que estava sendo condenado. Porém, em vão avisou ao marido, que prosseguiu indiferente ao presságio da mulher, seguindo adiante  o julgamento  em que a tola multidão preferiu soltar Barrabás ao Messias, mostrando que as escolhas da maioria nem sempre são sensatas.
O que teria sido do mundo se Pilatos tivesse ouvido a mulher e mudado de ideia, livrando o salvador de tão covarde condenação? O fato é que talvez Deus tivesse dado essa pequena chance aos filhos de Adão, vendo se sensibilizaria ao juiz.
Só por conta de não ter ouvido a mulher, Pilatos já não pode ser considerado inocente. Ele foi avisado.
11.11.2016

OS ESCRITORES SÃO MESTRES DA CULTURA

Marcelino Rodriguez

Comemorou-se ontem o dia do escritor, nesse país de vários tipos de analfabetismos.
Tem pessoas que pensam que só existe o analfabetismo das letras. Que nada!
Existe o analfabetismo espiritual, que engloba quase noventa por cento da
humanidade. Quem foi que já aprendeu a amar ao próximo e tratar os outros como gostaria de ser tratado? Na minha experiência pessoal, vivo tomando sustos e outro dia perguntei a um amigo que também é amigo
dos livros (todo sábio lê muito) se era só eu que tinha a impressão que
os demônios da imbecilidade estavam governando a massa humana. Para minha surpresa, o amigo disse que tinha certeza disso.
Graças que não sou o único a perceber a insanidade geral.
Existe um outro analfabetismo básico no Brasil que é o analfabetismo literário. Os brasileiros não conhecem literatura nem de dentro, nem de fora. O ensino que é dado nas escolas não formam leitores e ninguém protesta contra isso, o que é outro tipo de analfabetismo: o civil. Claro que um povo que não conhece literatura e não evolui a mente para os conceitos universais, vai acreditar em qualquer conta de vigário ou vigarista. Perto do apocalipse, os anjos vão perguntar quantos poemas uma alma conhece. Menos de dez e eles dirão, abaixo, abaixo, sua sensibilidade tá muito pequena pras altas esferas. Aquilo que é divino não suporta mediocridade.
O engraçado, todavia, é quando um sujeito cidadão sem literatura quer ensinar ética, filosofia ou metafísica para um escritor que leu a história de todas as doutrinas que cabe na mente de um ingênuo. Dá vontade de perguntar qual dos oito volumes do Otto Maria Carpeaux ele leu. O Brasileiro ainda não sabe que os principais mestres de todas as culturas são os poetas e escritores.
Essa crônica é apenas um serviço de utilidade pública para os desavisados, que de vez em quando vem me ensinar filosofia da terceira dimensão ou sabedoria rudimentar. Os mais evoluídos do espírito humano são aqueles e aquelas que tem os talentos divinos. Feliz dia do escritor, que já passou foi tempo, porque tudo hoje é veloz pra baixo.

26.07.2016.

Marcelino Rodriguez

Às vezes, os amigos
Não entendem
Minha confiança
Na tempestade,
Minha alegria
Na vida adversa.
O que move-me,
Todavia,
Alimenta-me,
Aquece-me,
Sempre não é outra coisa
Senão a fé na mão de Deus
A conduzir-me para uma luz adiante.

 

DOS AMORES VIRTUAIS

EGOÍSMO E FELICIDADE

Marcelino Rodriguez

Esses dias li uma frase interessante no Facebook: “Achar duas pessoas que se amem, hoje em dia, é tão difícil como ganhar na mega-sena.” Também leio outras frases exaltando a liberdade e a felicidade infinita e sem limites, onde não existe a mínima preocupação com o próximo. Nesse tempo de clicadas e ficadas tempos líquidos de egolatria como dizem os especialistas, a profundidade e o mistério humano parecem estar perdendo seu valor. A facilidade dos contatos parece nos prometer uma felicidade de flertes infinitos. Os neófitos caem nessa. Os escaldados, todavia, conhecedores das estatísticas e observadores por experiência da vida, sabem que encontrar alguém capaz de dar amor verdadeiro é mais difícil ainda que ganhar na mega-sena.

Não existe felicidade nenhuma no egoísmo. A felicidade suprema está em dar amor, mais ainda do que em receber.

O caso é que com tanta aparente oferta não se acha facilmente, por incrível que pareça, nessa pobreza superficial de nosso tempo, gente interessante nem para amar nem para ser amada. É preciso observar o mundo real, que é ao vivo, a cores e após a noite. Os grandes amantes se revelam no café da manhã. Aprender cuidar do que se conquista é o primeiro mandamento para ser feliz.

ENTREVISTA AO LUIS DOMINGUES

1) Blog Luiz Domingues 2 – Nesse novo trabalho, você já citou na imprensa que homenageia autores românticos. Poderia citar alguns nomes, e falar um pouco sobre a influência que recebeu deles na sua formação como escritor ?

Na verdade,Luiz, o livro é uma homenagem aos românticos em geral, que são, se pensarmos bem, as pessoas que tornam nossa vida na terra mais suave e com alguma graça. A gênese desse livro surgiu quando eu estava lembrando uma namorada que tive e que lia essas coisas água com açúcar. Dificilmente vemos pessoas como ela, atualmente. Lembrei dela um dia e acabei pegando um livro da Danielle Steel para ler, chamado Milagres, se não me engano.Isso tudo porque senti saudades desse perfil de pessoa doce, naquele momento. Daí surgiu o título. Com relação às influências românticas, tenho muito de autores como Nietzsche , Pablo Neruda, Wiliam Blake, Jorge Luis Borges  e muitos outros; na verdade, acredito que mais do que escolas literárias, o romantismo é uma questão de temperamento, como é meu caso. Cresci ouvindo Roberto Carlos, Evaldo Braga e toda aquela maravilha brega dos anos setenta e oitenta. Enfim, o livro é uma homenagem as pessoas amorosas e sentimentais, que deixam lembranças maravilhosas em nossas mentes e nos fazem rir e sonhar.

2) Blog Luiz Domingues 2 –  O novo livro, “A Moça que lia água com açúcar” é um livro de crônicas curtas como o anterior, ou tem outra característica ?

Tem a mesma característica. O mudo de hoje é um mundo que não dá para fazer literatura épica e longa demais. Nesses textos, procuro captar aquilo que é essencial e muitas vezes se perde no meio do barulho, como a lembrança que tive da moça e seus livros ingênuos e me inspirou uma crônica que deu o título e a idéia do livro.

3) Blog Luiz Domingues 2 – A concepção da capa foi ideia sua ou teve a participação do ilustrador / arte-finalista ?

A primeira edição pela Amazon, que é a primeira edição, é idéia minha. Já a segunda edição que sai até o meio do ano é criação da editora, mas eu sempre dou sugestão em tudo. Eu já tive editora e também gosto de fazer esse trabalho. O trabalho todo com o livro é mágico, lúdico. Se não fossem os livros, acho que não gostaria de viver. Gente que não lê é muito chato, pra ser franco.

4) Blog Luiz Domingues 2 – Sua tenacidade como artista impressiona, lançando obras de forma continua, sem preocupação alguma com a crise financeira do país e pior ainda, com a crise crônica, de âmbito educacional / cultural do povo brasileiro. Além do criador nato que é, tem o fator da missão de um cruzado contra a ignorância que opera este país, também ?

Olha, a situação do Brasil é pré-histórica. A sacanagem que as escolas municipais fazem de não dar leitura decente às crianças é um crime hediondo contra a humanidade. O problema do Brasil é falta de leitura e cultura letrada. Dificilmente, você verá uma pessoa de cultura profunda, que inclui também conhecimento espiritual do mundo, não ser uma pessoa decente ou razoável, porque santo ninguém é. Eu escrevo porque uma série de circuntâncias da minha vida pessoal me leva a isso, a ter que escrever para sobreviver, por incrível que pareça. Tenho um número de amigos e leitores que me mantém não falando tão sozinho. Mas eu tenho que prestar contas a Deus um dia , certo? Então, se estou num país em que as pessoas são escravizadas mentalmente já no sistema educacional, tornando-se seres humanos ingênuos e ,no máximo, medianos, tenho obrigação de falar sobre isso. Eu tenho fé em Deus e no meu trabalho. Acredito na mecãnica quântica e a crise é para quem acredita nela. A crise política atual é reflexo da mediocridade mental do brasileiro, incapaz de grandezas.

5) Blog Luiz Domingues 2 –  Qual sua opinião sobre o “Jabá”, que infelizmente deixou de ser uma exclusividade do mundo da música e contaminou outras áreas da cultura e ramos artísticos, certamente atormentando o mundo literário ?

Amigo , em geral eu faço meu trabalho com apoio de alguns empresários e lojistas amigos e lanço as primeira edições. Eu não sou uma pessoa que me relaciono fácil em meios que iam tirar o melhor que tenho de mim, que é minha integridade.Sou um tanto alheio aos caminhos que em geral o mercado convencional segue e gosto disso. Também não sou vaidoso. Eu tenho um  lado espiritual e a paz é meu primeiro objetivo. Ser romântico implica também , acredito, não entrar em combates que não valem a pena. Uma vez uma empresária muito suspeita me perguntou qual era meu público alvo e respondi que nenhum, porque não queria atingir ninguém rs… Quem atira com revólver é que pensa atingir os outros. Eu apenas tenho um dom e procuro realizá-lo da maneira mais digna possível e , anota ai, o Brasil me atrapalha um bocado. Uma vez aluguei uma casa em Minas e o proprietário disse que a luz e a água estavam incluídas no meu aluguél. Quando ele viu eu entrar com o computador dentro de casa, disse que com o computador ligado ele ia cobrar por fora. O cara apagou minha luz. Tive que mudar. Lembra o que já disse,  sobre a pré-história? Esse mineiro me ensinou como funciona a mente de quem não tem instrução. E pode acreditar, são mentes nada interessantes.

6) Blog do Luiz Domingues 2 – Tem planos de lançar o livro em formato audiobook; PDF ou outra plataforma além do livro impresso tradicional ?

Sim, Já tenho alguns livros assim no yutube. Na amazon editora virtual  já se acha alguns de meus livros em formato ebook.

7) Blog Luiz Domingues 2 – Como a Internet tem lhe servido de ferramenta para espalhar a sua arte e se em contrário, já sente mecanismos de cerceamento por parte de alguma corporação / trust ou mesmo governamental ?

Meu caro, eu acredito que todos nós temos que combater o bom combate com a vida . As forças da escuridão estão em toda parte tentando sempre sabotar aquilo que vem de Deus e é real. Mas no fim prevalece o que tem valor. Eu vivo com um pé nesse mundo e o outro no lado espiritual da vida. Penso em eternidade, não em tempo. Enfim, quando a corrupação chega em níveis insuportáveis, vem a natureza humana ou divina e põe as coisas no lugar. Eu me misturo muito pouco com “o mercado” convencional. Românticos de verdade rezam, penso eu.

 8) Blog do Luiz Domingues 2 – Espaço aberto para falar do seus planos imediatos em relação à este novo livro, incluso dando dicas para os leitores o adquirirem.

 

A primeira coisa a fazer, como sempre, é divulgar os textos nos muitos meios que temos hoje disponíveis. Eu sonho que a internet um dia nos de a verdadeira democracia e o veradeiro mercado. Nesse mundo virtual, quem sabe, poderemos escolher os mundos e os amigos que queremos habitar. Desde já, obrigado pela amizade e oportunidade.